Bio Diego Ali

Diego Ali Photo by Felipe Scapino
Diego Ali Photo by Felipe Scapino

Diego Aparecido de Sousa, atualmente conhecido como Diego Ali, nasce em 28 de Janeiro de 1988 na cidade de Osasco, São Paulo – Brasil.

Seu primeiro contato com a arte musical e visual se deu através de sua vizinhança, do rádio, e das capas de discos onde as sonoridades, além das cores e texturas o conquistaram. Desde pequeno já possuía interesse em questões relacionadas a arte, educação, cultura, assim como seu impacto na vida cotidiana. Da fase infantil para a adolescência, através de amigos teve maior acesso a música rap em fitas Cassete. Em sua fase estudantil, fazia das mesas a sua tela, onde arriscava desenhos e formas ainda singelos, numa busca inconsciente por uma identidade.

No final de 2002, junto de amigos, começou a praticar o street dancing, ainda sem muita informação. Com o passar do tempo, conheceu o graffiti mais de perto e uma cultura chamada hip-hop. Os novos caminhos traçados, permitiram conhecer o mundo do djing (turntabilism) e o mcing, que lhe mostraram um novo mundo musical repleto de possibilidades. Entre 2008 e 2009, foram abertas as portas para o mundo do beatmaking, trilhando caminhos para essa arte que viria a ter maior proporção em sua vida. Nesse percurso, Diego participou de crews, grupos e coletivos. Atuou em academias, instituições culturais, associações e projetos sociais como professor de street dance. Teve uma rápida passagem pelo teatro fazendo parte da Cia Brincadeira, com propostas diferenciadas direcionadas pela descontração, musicalidade e experimentação.

Em 2011, com suas energias mais inclinadas para a música e outros ares, Diego torna-se um dos idealizadores do grupo de rap Coletivo Oficina, com o objetivo de fazer da música, um veículo de transmissão de mensagens, pensamentos e experimentações. Em meados de 2012 descobre no design, mais uma ferramenta de transformação, e a partir daí busca compreender os mecanismos para unir estética e funcionalidade, agregar valor ao ser humano, seja através do design, da música, da arte e cultura ou qualquer outro veículo que permita a troca de vivências e aprendizagem.

Diego Ali é designer gráfico, beatmaker e defensor da educação, cultura e arte como ferramentas de transformação da realidade.

Anúncios